segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Óleo Essencial de Bergamota (Citrus bergamia)

Veio da Lombardia e recebeu o nome da cidade onde nasceu, Bérgamo. Começou por ser antibiótico e rapidamente se tornou perfume, mas foi como aromatizante de chá que subiu à ribalta. Hoje é apanágio do blend conhecido por Earl Grey. 

Família: Rutaceae.

English Name: Bergamot.

Origem: Itália.

Partes Usadas: Casca da laranja-bergamota.

Aroma: Cítrico, ligeiramente floral e fresco.

Princípios Activos: Ácidos cinâmico e benzóico, estiracina, fenilpropila, d-limonene, acetato de linalilo, linalol, gama-terpinene e bergaptene.

Propriedades: Purificador do ar, anti-séptico, antibiótico, expectorante, febrífugo, antiespasmódico, carminativo, antidepressivo, sedativo, vermífugo, antiviral, antibacteriano, anti-fúngico, antimocrobiano, cicatrizante, fortalecedor do sistema imunitário e repelente de insectos.

Fitoterapia Geral: É sobre o aparelho digestivo que os seus efeitos se fazem mais notar, é por isso empregue como regulador digestivo em situações de indigestão, cólicas, flatulência e obstipação. Possui um efeito desintoxicante do sistema linfático, ajuda na eliminação da celulite e gorduras localizadas, o que faz deste óleo um auxiliar em dietas de emagrecimento. Eficaz em elixires bucais pelo seu valor anti-séptico e antibacteriano. Trata halitose, abscessos e dores de garganta. Tem-se revelado um poderoso aliado na cura da tuberculose, difteria, amigdalite, gripes e bronquite, assim como de infecções urogenitais, dado o seu contributo como antiviral e antimicrobiano.

Dermatologia: Usado no tratamento da acne, psoríase, herpes, seborreia, dermatites, sarna, feridas e ulcerações cutâneas. É um poderoso estimulante dos melanócitos e não pode ser usado sobre a pele exposta à luz solar, sob pena de causar bronzes excessivos e pouco uniformes, pondo em risco a saúde da pele. O óleo de bergamota não é um protector solar. 

Psicologia: Como sincronizador de ondas cerebrais beta, alivia o stress e a ansiedade, equilibra o sistema nervoso e cardíaco, combate a depressão, a apatia, o desânimo e o medo, estimula a criatividade e reduz o cansaço físico e mental, o que faz da bergamota o aroma ideal num local de trabalho.

Observações: Evitar exposição ao sol quando usado sobre a pele, mesmo que muito diluído. Pode ser conjugado com outros aromas cítricos, em particular o limão, que aumenta o seu poder antiviral. A lavanda e o alecrim são igualmente recomendados em blends com bergamota, como acontece na Água de Colónia. 

Curiosidades: Em Itália, este óleo foi um dos fármacos mais utilizados durante as grandes epidemias dos séculos XIX e XX. Entra na composição da Água de Colónia, assim como a flor de laranja-amarga, conhecida em Aromaterapia por «neroli».

Sem comentários:

Enviar um comentário