quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Azeite (Olea europaea var. europaea & var. sylvestris)

Família: Oleaceae.

English Name: Olive oil.
  
Origem: Mediterrâneo, de Israel a Portugal.

Partes Usadas: Polpa do fruto.

Aroma: Frutado, suave, por vezes ligeiramente condimentado, dependendo da variedade de oliveira ou zambujeiro.

Cor: Depende da variedade de azeitona utilizada, pode ir desde o amarelo ao verde-escuro.

Princípios Activos: Ésteres glicéricos dos ácidos oleico (80%), linoleico (7%), esteárico (12%) e palmítico (10%), esqualeno (até 7%), fitoesteróis, carotenóides e vitaminas A, D, K e E.

Propriedades: Emoliente, hidratante, anti-inflamatório, dermoprotector, rejuvenescedor, regenerador do tecido cutâneo, antioxidante, nutriente e sintetizador do colagénio.

Usos: É um dos óleos mais antigos, a par do de linhaça, usado não só na alimentação, mas sobretudo na iluminação e na preparação de unguentos e medicamentos. Utilizado em cremes anti-envelhecimento e sabonetes/champôs hidratantes e anti-caspa, com grande tradição em Israel. Bom carreador e como óleo de massagem em peles secas e com tendência a escamar. Trata e previne queimaduras. Muito utilizado no tratamento na psoríase. A medicina popular dá-lhe lugar de destaque na cura das mais variedades doenças e no alívio de todo o tipo de dores. O azeite de zambujeiro (oliveira silvestre) é de elevada qualidade e pode ser empregue para os mesmos fins.
  
Observações: Não diluir. Certifique-se de que é um azeite prensado a frio. Recomendo o Kosher judaico, uma vez que é produzido a frio e apenas com a polpa, sem a pele e o caroço, o que o torna mais suave. 

Sem comentários:

Enviar um comentário